sábado, 30 de novembro de 2013

Naked Cake ou Bolo Desconstruído - Como fazer

O bolo da festa de aniversário do Luca fez tanto sucesso, que, depois dele, já repeti a receita mais duas vezes e já tá garantido também como sobremesa do Natal lá de casa esse ano!
É uma delícia, leve, pouco doce e enjoativo e tão bonito que, sozinho, já faz a maior presença em qualquer mesa de doces. Dá para tirar onda de mestre pâtisserie de boa ... hahahahaha
E é tão fácil de fazer, cheio de possibilidades de renovação nos recheios e decoração, que vale a pena tentar!
Vamos ao passo a passo em fotos!
 
 Eu usei quatro discos de pão de ló de mais ou menos 25 cm de diâmetro e uns 3 cm de altura cada - são dois bolos cortados ao meio nesse caso (ok, shame on me, já comprei pronto, mas a vida corrida que levamos, facilidade é sempre bem vinda, né?), mas você pode assar sua receita favorita de pão de ló ou comprar placas e cortar no formato que preferir, com diferença de alturas entre os andares ou não ...
Dependendo do tamanho do disco e da altura da massa, você pode optar por fazer mais ou menos camadas.

 Coloca-se o primeiro disco, com a casquinha para baixo ... a vantagem do bolo cortado ao meio em relação à placa é que ele fica mais molhadinho, pois a placa tem "casquinha" dos dois lados e acaba ficando um pouco mais seco.

 Uma farta camada de doce de leite mole da melhor marca que tiver na sua região. Eu usei da marca Majestic, é daqui do sul de Minas, muito gostoso ... você usa seu favorito ou o bom e velho leite condensado cozido (nesse caso, cozido uns 15 minutinhos só, que se ficar muito duro, na hora de espalhar detona o pão de mel que é muito delicado).

Uma generosa camada de calda de frutas vermelhas. Eu fiz uma calda com a polpa de framboesas e amoras comprada no Pão de Açúcar e um pinguinho de açúcar. Se não encontrar essas polpas na sua região, pode fazer uma calda azedinha de morango ou mesmo derreter uma boa geleia de frutas vermelhas com um pouco de água no fogo para criar uma calda. O importante é ficar uma calda azedinha para contrastar com o doce de leite.

 Frutas vermelhas picadas - morangos, nesse caso. Coloque bem na borda, para aparecer bem entre uma camada e outra.

Um disco de pão de ló por cima

Repete as três camadas: doce de leite, calda e frutas in natura

 Após a última camada de massa, eu gosto de colocar mais doce de leite e calda de frutas, que é para "colar" as frutas do topo. Tanto o doce de leite como a calda, pode colocar até a borda, para escorrer mesmo, o charme desse bolo é essa aparência deliciosamente farta e pecaminosa de recheio.

Decore com as frutas de sua preferência. Nesse bolo aqui eu usei morangos frescos, amoras congeladas (que consegui descongelar algumas inteiras e guardar para a decoração) e cerejas em calda. Nos bolos anteriores, dei sorte de encontrar framboesas e mirtilos e estou sonhando encontrar cerejas frescas para o bolo do Natal!


A tentação partida ... garanto que o sabor é muito gostoso, um dos melhores bolos que provei!
 
 
Espero que tenham gostado, é muito fácil de fazer (principalmente se tiver uma padaria amiga onde possa comprar o pão de mel pronto ... rsss) e oferece inúmeras possibilidades.
Fiz outro dia com o pão de mel de chocolate, recheio de brigadeiros e morangos e estou maquinando uma versão com frutas amarelas (pêssego, abacaxi e calda de maracujá + cocada mole) para o aniversário do João. Quem tiver ideias de variações, deixa nos comentários, que vou adorar expandir meu repertório!
 
Abraços e um doce final de semana,
Tais
 



6 comentários:

  1. Aff....quero comer issooooo! Caraca, mas amiga, por aqui nunca vi vender o pão de ló somente assado, vou procurar nas padarias daqui. Estou aqui B-A-B-A-N-D-O.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lindaaaa!Que fofuraaaa,seu blog muito lindooooo,que DEUS te ilumine,tenha uma semana abençoada por DEUS beijos. Já estou no seu blog,que é muito lindoooooo,fica com DEUS faça uma visita em meu blog,se gostar vire membro,porque seu blog eu ameiiiii,beijos http://artesanatodanil.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Uauuuuuuuuuuuu deu água na boca! Pinterestei a receita para fazer depois! hummmmm

    ResponderExcluir
  5. Oi Tais! mas quanto tempo esse bolo pode ficar em temperatura ambiente? as frutas vermelhas cozidas aumentam o tempo de resistencia?

    ResponderExcluir
  6. Cristiane, então eu faço a massa geralmente no dia anterior à montagem e monto somente no dia da festa, com umas 4 horas de antecedência para não precisar guardar na geladeira, pois resseca um pouco. Em dias muito quentes, faça mais perto da festa.

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua crítica construtiva, elogio, opinão, etc ... Vou adorar recebê-los!